JARDIM COM ANIMAl

Saiba como integrar o jardim com animais, sem precisar se preocupar com a saúde dos bichos ou com a manutenção das plantas

Antes de adquirir uma planta, é importante saber que existem espécies tóxicas para os animais de estimação, além disso, alguns bichinhos têm o hábito de beber água de pratos ou das plantas molhadas pela chuva.

Confira algumas dicas sobre as espécies tóxicas

  • A Azevinho Venenosa pode causar diarreia severa e vômito, dor abdominal, sonolência e mal-estar.
  • A Espirradeira pode causar consequências graves no sistema digestivo e cardíaco do animal.
  •  A Clívia pode causar problemas de estômago ou irritação em áreas que eventualmente tiveram contato com a planta.
  • Todas as variedades de Narciso podem causar irritação, dermatite, dor de estômago, salivação excessiva, doenças cardíacas e, até mesmo, levar à a morte.
  • O Lírio pode causar problemas intestinais, desconforto e aumento da pressão arterial.
  • Também devemos deixar fora do alcance dos animais plantas como Tulipas, Ciclâmen, Amarílis, Caladium, Costela de Adão, Visco, Filodendro, entre outros.

Como adaptar o jardim ao cão

Dependendo da raça, o animal de estimação pode prejudicar muito o jardim, cavando buracos, comendo as plantas, queimando o gramado com a urina, pisando nos canteiros e fazendo caminhos, sem contar as fezes por todos os lados. Por isso é muito importante planejar o jardim pensando em quem frequentará o espaço.

Conheça algumas dicas de materiais e espécies que ajudam a reduzir a manutenção do jardim:

  • Use piso de pedriscos, seixos e outros materiais que não necessitem de muita manutenção na passagem dos animais e das pessoas.
  • Use árvores de porte maior, como resedás, cerejeiras, ipês, manacá da serra anão e todas as frutíferas.
  • Evite usar plantas macias, como as bromélias e as suculentas, que os cachorros eles adoram morder.
  • Evite também usar ervas, como manjericão, citronela e cidreira, que os bichinhos adoram comer, principalmente quando estão com problemas de estomago.
  • Sempre coloque os arbustos mais altos nos cantos, para que não atraia a atenção do animal, e deixe o meio do jardim livre para o ele correr e brincar. Use opções como camélias, gardênias, murtas, manacá de cheiro, podocarpos e viburnos.
  • Uma boa opção é usar como forração as mini-ixoras, mini gardênias, amendoim rasteiro, grama preta mini.
  • Sempre regar após a urina do animal, para evitar que a planta se queime.
  • Uma grama mais resistente à urina é a grama esmeralda, porém é necessário molhar o lugar onde o animal fizer xixi.
  • Quando usar vasos baixos e jardineiras, coloque-as suspensas para evitar o ataque do animal à planta. Caso o vaso seja médio ou grande, ele poderá ser colocado em qualquer lugar, pois não atrairá a curiosidade do animal.
  • Caso tenha a intenção de usar alguma espécie delicada no jardim, cerque o espaço com grades, cercas e telas, para que iniba o contato do animal com a planta.
  • Evite usar plantas com espinhos, que ocasionam grandes riscos ao animal.
  • Evite usar adubos que têm cheiro, como a farinha de osso, pois atrai o animal e ele acaba criando buracos no local da adubação.
  • É interessante enfeitar o jardim usando casinhas com cobertura de plantas, que são ótimas para manter a boa temperatura interna do espaço e integram o animal ao ambiente.

A seguir, conheça algumas espécies de plantas ideias para cultivar em jardim com animais.